Com quem você se parece?!

“Diga-me com quem andas que te direi quem és”, falava minha mãe. E a sua, também, provavelmente. Mas será que isso é verdade? Talvez não quem nós somos agora, mas possivelmente quem iremos nos tornar! Quantas vezes, nós não chegamos com aquela decisão importante que pode mudar a nossa vida, elevando-a para outro patamar de qualidade, como correr uma maratona, largar o emprego para abrir a nossa empresa ou emagrecer, e um amigo nos joga pra baixo? Faz questão de mostrar em detalhes tudo o que pode dar errado, como será difícil, etc? E pinta um quadro tão negro que você se convence e acaba desistindo? Ou, se você tiver mais sorte, conta os seus projetos para aquele outro seu amigo e recebe 10 kg de motivação? Na verdade, somos diretamente influenciados pelo meio onde vivemos e pelas opiniões, pontos de vistas e atitudes das pessoas que estão inseridas nesse meio. E, obviamente, quanto mais próximos, maior a influência. Pensa comigo: quando você está conversando com uma pessoa altamente positiva, cheia de energia, alegre, motivada, quando você vai embora não fica com uma sensação boa? É como se tivesse se ‘contagiado’ com aquela energia positiva. E o contrário também não acontece quando você fica próximo de uma pessoa negativa, que fica sempre reclamando da vida e falando mal dos outros?Agora multiplique por 5 e terá uma noção do grau de influência que sofremos. Selecionar com cuidado quem fica ao nosso redor é bem importante. Lógico que tem coisas na vida que a gente não escolhe! Nesses casos, nós é que temos a responsabilidade de ser a força que eleva o grupo, colocando quem a gente ama em um nível melhor sempre que possível. Escolha quem você quer ser e procure andar com as pessoas que possuem conteúdo para que seja possível absorver conhecimentos e traçar caminhos em comum. Esteja sempre disposto a aprender mais e, aprender com quem já chegou onde você almeja! (Coaching de Carreira – Eduardo Correa) 🙂
Você deve estar se perguntando: Qual influência os meus amigos, ou familiares e até os colegas têm sobre mim? Para onde eles estão me levando?”… Mas por que você não se pergunta o seguinte: “Qual é o tipo de influência que tenho sobre essas pessoas? Para onde eu estou levando-os? Sou um bom amigo? Sou um cristão realmente? Estou incentivando as atitudes certas? Intervindo e dando conselhos quando preciso? Quais escolhas e/ou exemplos tenho dado? Me pareço com Cristo ou o mundo?”… Que sejamos mais e mais parecidos com Cristo, dia após dia, mesmo em um mundo tão corrompido; sejamos a diferença por Ele; sejamos influenciadores em vez de influenciáveis ou corrompidos; busquemos aplicar até nas pequenas coisas, os princípios e verdades dEle, e sejamos a Sua imagem e semelhança aonde estiver. Por isso, não desista e nem desanime! Se foque em Jesus e compartilhe o Seu amor… 😀
Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé. Ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus. Pensem bem naquele que suportou tal oposição dos pecadores contra si mesmo, para que vocês não se cansem nem se desanimem. Hebreus 12:1-3
 
Cuidem que ninguém se exclua da graça de Deus. Que nenhuma raiz de amargura brote e cause perturbação, contaminando a muitos. Não haja nenhum imoral ou profano, como Esaú, que por uma única refeição vendeu os seus direitos de herança como filho mais velho. Hebreus 12:15,16

Deixe uma resposta